segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Ao som ..

       Ao soar as cordas do meu violão , uma janela de imaginação se abre a minha frente ,
um comando de inspiração que me leva a criar, desvendar e materializar essa inspiração, 
que outrora me levara ao caos, sem rota sem destino ... sem rumo .
      Ao soar as cordas do meu violão, amores esquecidos,antigos e proibidos entram em atividade,
e colorem meu mundo ainda cinza em cores vivas que representam a alegria de amar e o prazer da paixão.
     Ao soar as cordas do meu violão, eu entro em um trans, onde existe um mundo sem guerras, sem diferença de raça, de classe social, sem brigas politicas e religiosas, onde onde possa andar nas ruas e ver felicidade no rosto de cada personagem desse sonho, um lugar de paz . E assim a cada acorde realizado uma nova imagem aparece e assim permanece até o fim do vibrar da ultima corda.


By: Cauã Sanfer !

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Pra você

Te oferecerei
Pérolas de chuva
Vindas de países
Onde não chove;
Escavarei a terra
Até depois da morte,
Para cobrir teu corpo
Com ouro, com luzes.
Criarei um país
Onde o amor será rei !

domingo, 17 de outubro de 2010

Sem pressa, mas também sem perder tempo, assim quero viver os meus dias intensamente
 e não apenas existir neles !

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Ao Tempo

O tempo que passou concerteza não volta , mas o novo tempo coloca tudo no lugar , ainda que doa por um tempo , mais tudo o tempo coloca em orbita de onde talvez nunca devesse ter sido desalinhado !


By: Raone Sanfer !

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Entre Nós

Quando apresentei ela para meus amigos, disseram que não daria certo, pois ela se demonstrara muito comportada, mas quando ficamos a sós, vi que ela não era tão comportada assim, pois na nossa intimidade não existe lugar para tal sentimento. E ainda hoje a sós , ainda há chamo de "menina mal comportada".





By: Cauã Sanfer

sábado, 2 de outubro de 2010

Homen não chora

Meu pai chegou bravo do serviço
Eu sai de perto 
Ele subiu para o quarto, minha mãe foi atras 
Era um daqueles dias 
Eu sabia que iria ouvir gritos
Socos na porta do guarda-roupa
Senti vontade de chorar
Mas não chorei porque
HOMEN NÃO CHORA !


Meu pai tinha sido despedido do emprego
O jantar foi silencioso
Todo mundo comeu pouco fomos logo dormir
Meu sono não vinha 
Me revirei setecentas e trita  e sete vezes na cama
Então ,eu chorei bem baixinho 
Eu tentei segurar, mas não deu 
HOMEN NÃO CHORA?


Ai ouvi um barulho la embaixo
Tomei coragem e desci, alguem estava chorando
Era meu pai 
Sentado , sem jeito, na cozinha
Parecia uma criança, sem pensar
Eu sentei no colo dele 
Ficamos assim um tempão 
Eu só cinsegui sussurrar
HOMEN NÃO CHORA 


De manhã ele parecia outro 
Rude, nem disse tchau quando saiu. Eu olhei bem pra ele 
Não era mais uma criança
Era um homen bravo
Bravo com o mundo 
E foi ai que eu achei qu tinha sido tudo um sonho 
Eu pensei :
Ele não choro afinal ...
HOMEN NÃO CHORA !!!


Na escola parecia que eu nem estava la 
Não prestei atenção em nada
Não conseguia esquecer
Os soluços, as lagrimas quem molhavam o bigode
A mão dele segurando a minha com fora
Fiquei denovo com os olhos molhados querendo pingar
Mais eu segurava e me dizia :
HOMEN NÃO CHORA !


De noitinha, fiquei pensando 
Ele ia voltar e ia acontecer tudo denovo a brigalhada
Ai eu ouvi um barulhodo carro. Parou
Desligou o farol,abriu a porta
E meu pai entrou em casa com um sorriso enorme
E com lagrimas escorrendo pela cara
Mas não é possivel eu pensei 
HOMEN NÃO CHORA...


Ele tinha achado um emprego, até melhor!
E estava feliz e chorando 
Eu não entendia mais nada
Ele me abraçou.Beijou minha mãe
E foi o jantar mais feliz daquela cozinha
Eu ria, mais minha cabeça estava confusa
HOMEN NÃO CHORA ??


Eu resolvi perguntar pra eles 
E os dois abraçados me contaram que chorar não é defeito
Serve pra acalmar Pra pôr a tristeza pra fora
E a alegria pra dentro 
Quem bom !
É que os lobos, quando estão tristes uivam pra lua
Os passaros voam sem parar
Os peixes nadam no escuro mas ...


HOMEN NÃO CHORA !


Dedicada a meu pai : Walter Oliveira


By:Cauã Sanfer

Musica boa !

Loading...
Loading...